1ª Etapa Rio de Janeiro

Quinta da Boa Vista - 80 KM

4 de abril de 1999

PORTUGUÊS GANHA ETAPA RIO DA V VOLTA PETROBRAS DO DESCOBRIMENTO

Deu Portugal na etapa Rio da V Volta Petrobras do Descobrimento, organizada pela Djan Madruga Empreendimentos e realizada ontem de manhã, na Quinta da Boa Vista. Com o tempo de 1h55m37s, o atleta Carlos Carneiro, da equipe Maia/Cin, completou as 44 voltas e cruzou a linha de chegada à frente de 100 ciclistas brasileiros e de dois conterrâneos e companheiros de equipe. O segundo lugar na prova foi do brasileiro José Reginaldo Cardoso, da equipe Specialized/São José do Rio Preto, seguido por Lars Aragão, de Brasília, que correu sem equipe, e por Tonny Magalhães (equipe Magalhães/Goiânia), em quarto lugar. Na classificação por equipes, o primeiro lugar também coube aos portugueses da Maia/Cin, seguidos pela Specialized e pela Pirelli/Bianchi, em terceiro lugar. Os dois times levam grande vantagem na briga pelo título da V Volta Petrobras do Descobrimento, que se encerrará no próximo domingo, com a disputa da etapa de Porto Seguro (BA) - 160 km, do Monte Pascoal à cidade histórica baiana.

O calor da manhã de Páscoa não prejudicou o ritmo da prova, forte desde o início. A estratégia de Carlos Carneiro foi a de acompanhar o ritmo do pelotão que liderava a corrida para, apenas a pouco mais de cinco voltas do final, dar o sprint e passar para o primeiro posto. "Tentei ficar, no máximo, 30 segundos atrás dos líderes, esperando a hora do sprint. Sem o auxílio de meus dois colegas de equipe (Antônio Serra e Renato Silva), que também evitavam que os líderes se distanciassem muito, a vitória teria sido impossível", disse Carneiro.

O ciclista, que corre com uma camisa com o símbolo e as cores de Portugal, por ser o campeão de seus país, lamentou a ausência na prova de ontem do brasileiro Valcemar Justino da Silva, que tirou dele o título da IV Volta Petrobras do Descobrimento, em 1998. Apesar de não ter corrido no Rio, por estar disputando a Volta do Uruguai, Valcemar, da equipe Blumenau FMD, tem presença garantida na etapa de Porto Seguro da V Volta Petrobras do Descobrimento.

Além de Valcemar, a segunda etapa da prova contará com a presença de sete outros titulares e dois suplentes da Seleção Brasileira que disputará o Pan-Americano de Winnipeg, em julho. Outra grande esperança brasileira de vingar a derrota na etapa do Rio é o ciclista Cássio de Paiva (equipe Caloi), que também disputou a Volta do Uruguai. A etapa do Rio marcou a volta das competições de ciclismo à cidade e à Quinta da Boa Vista - desde 1978, não se realizavam provas na Quinta. Isso só foi possível, segundo o organizador do evento, Djan Madruga, graças ao esforço conjunto de autoridades municipais e ao apoio do Exército. "Ao todo, a realização do evento envolveu mais de 140 pessoas, entre integrantes da Guarda Municipal, do Exército, da CET-Rio e da direção técnica da prova. É a prova de que o Rio tem uma vocação inata para sediar eventos de qualquer modalidade esportiva", disse Djan, ao lado do SubPrefeito do Centro da Cidade, Augusto Ivan, e da Superintendente da Quinta, Gleides Toledo.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1. Carlos Carneiro - Equipe Maia/Cin - POR - 1h55m37s

2. José Reginaldo Cardoso - Equipe Specialized - BRA - 1h55m44s

3. Lars Aragão - Avulso - BRA

4. Tonny Magalhães - Equipe Magalhães - BRA

5. Douglas Marcoccia - Equipe Pirelli/Bianchi - BRA

6. Gabriel Sabbião Rodrigues - Equipe Specialized - BRA

7. Eris José Filho - Equipe Bike Theo - BRA

8. Nilton José das Virgens - Equipe Pirelli/Bianchi - BRA

9. Samuel Dantas de Menezes - Equipe Bike Theo - BRA

10. Wagner Miranda de Oliveira - General Bike - BRA

A V Volta Petrobras do Descobrimento é uma realização da Djan Madruga Empreendimentos e tem o patrocínio da Petrobras e apoio das prefeituras do Rio de Janeiro e de Porto Seguro, Secretaria de Esportes e Lazer do Rio de Janeiro, Hotel Porto Hills, Cabana Axé Moi, Ibama, Posto Pau Brasil, 4ª Cia Independente de Polícia Militar de Porto Seguro, 9ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal. A assessoria técnica é da Ação Promoção e Eventos e a supervisão, da Confederação Brasileira de Ciclismo, Federação Baiana de Ciclismo e Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro.

5ª Volta Petrobras do Descobrimento

Com o objetivo de preparar a população para a comemoração dos 500 anos do descobrimento do Brasil, será realizado, em 1999, pelo 5º ano consecutivo, o sensacional evento ciclístico intitulado "Volta Petrobras do Descobrimento", uma criação do medalhista olímpico e empresário Djan Madruga.

Trata-se de uma competição de ciclismo individual e por equipes com base nos maiores eventos desse esporte realizados no mundo, como o Tour de France e o Giro de Itália. A Volta Petrobras do Descobrimento tem como objetivos relembrar a data do descobrimento do Brasil e também a virada do milênio que acontecerá no ano 2000 coincidentemente aos 500 anos do nosso país.

Uma importante questão a ser lembrada é que a Petrobras patrocina esse evento desde sua 1ª edição em 1995 e isso mostra a visão da empresa ao assinar o evento mais antigo nas preparações para os 500 anos do Descobrimento do Brasil.

Histórico

A 1ª edição da prova realizada em outubro de 1995 foi dominada pela equipe da Caloi. O catarinente Daniel Rogelim conquistou o primeiro lugar, com o tempo de 3h59min01s, seguido pelo paulista José Aparecido Santos, que recebeu R$.300,00 de bônus por ter sido o primeiro a competidor a passar pelo posto BR Pau Brasil na metade do percurso.

A segunda edição da Volta aconteceu no dia 20 de junho de 1996 e foi marcada pelo bom nível técnico, especialmente pela presença de vários ciclistas sul-americanos e da equipe brasileira que disputaria os Jogos Olímpicos de Atlanta. Outra vez, Daniel Rogelim mostrou sua superioridade vencendo com o tempo de 3h41min11s, estabelecendo novo recorde para o percurso.

No ano de 1997, a 3ª Volta BR foi realizada pela primeira vez na época do Descobrimento. E a vitória coube ao português Luís Machado, com o tempo de 3h44min45s, que derrotou Daniel Rogelim e os melhores ciclistas do Brasil.

A 4ª Volta BR teve a vitória surpreendente do brasileiro Valcemar Justino da Silva com o tempo de 3h37min15s, que derrotou os favoritos ciclistas portugueses da Equipe Maia e estabeleceu novo recorde para o percurso.

Em 1999, serão realizadas 02 etapas, a primeira no Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, no dia 4 de abril, sendo uma prova em circuito de 1.800 metros, onde os ciclistas darão 55 voltas totalizando cerca de 80km de percurso. A segunda etapa acontecerá na Bahia, no percurso de 160 Km entre Monte Pascoal e Porto Seguro, a largada se dará na base do Monte, no dia 11 de abril de 1999, e a chegada na orla de Porto Seguro, com uma grande festa envolvendo personalidades locais do esporte, meio ambiente e política.

EQUIPE CALÓI É UMA DAS FAVORITAS AO TÍTULO DA 5ª VOLTA PETROBRAS DO DESCOBRIMENTO

A equipe brasileira da Calói é a principal rival do time português Maia na luta pelo título da 5ª Volta Petrobras do Descobrimento, que será realizada no dia 4 de abril, na Quinta da Boa Vista. Com vários atletas olímpicos no grupo de 5 ciclistas, a Calói tem como principais destaques o catarinense Cássio Paiva, campeão da Volta de Portugal em 98, que curiosamente representou a equipe Maia durante o período em que esteve na Europa.

Além de Cássio, que foi convidado pela Calói para substituir Luciano Pagliarini, que recebeu um convite para ir para a Itália, Daniel Rogelim também é um dos fortes candidatos ao título, afinal foi o primeiro colocado nas edições de 95 e 96 da Volta Petrobras. Além deles, completam o grupo Marcio May, Valdir Lerman e Hernandes Quadri Júnior.

- Qualquer um dos cinco tem condições de ganhar a prova e vamos lá para recuperar o título - afirmou o técnico da equipe Antônio Silvestre.

A 5ª Volta Petrobras do Descobrimento terá 2 etapas, ambas pontuando para o ranking brasileiro de ciclismo. A primeira, realizada no dia 4 de abril, terá peso menor e será uma prova de circuito de 2.800 metros, sendo que os ciclistas darão 36 voltas totalizando 100km. A segunda etapa, com um grau maior de dificuldade, será num percurso de 160km entre Monte Pascoal e Porto Seguro. A largada será na base do Monte Pascoal e a chegada na orla marítima de Porto Seguro, com uma grande festa envolvendo personalidades da cidade.

A 5ª Volta Petrobras do Descobrimento é uma realização da Djan Madruga e tem o patrocínio da Petrobras e apoio das prefeituras de Porto Seguro e Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes e Lazer do Rio de Janeiro, Hotel Porto Hills, Cabana Axé Moi, Ibama, Posto Pau Brasil, 4ª Cia Independente de Polícia Militar de Porto Seguro, 9ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal. A assessoria técnica é da Ação Promoção e Eventos. A supervisão é da Confederação Brasileira de Ciclismo, Federação Baiana de Ciclismo.

Equipe Portuguesa Cin Maia

Carlos Carneiro; 29 anos.

1998 - 2º classificado do GP Abimota; Campeão Nacional de Estrada e 2º 4ª Volta BR do Descobrimento;

1996 - 1º etapa do GP Correio do Douro e vencedor final; 1º etapa na Volta a Portugal;

1995 - 1º etapa Prêmio Volta à Feira e vencedor final e 1º etapa no Raportour (Volta África do Sul).

Renato Silva; 22 anos.

1998 - Vencedor da Volta a Santa Maria da Feira; 6º na Volta Allava (Espanha); 6º na Volta a Portugal do Futuro; Campeão nacional por equipes (estrada); vice-campeão de CRJ (estrada) e Vencedor do Circuito de Rebordosa;

1997 - Vencedor da Clássica Saint Denis (França).

Antonio Serra; 22 anos.

1995 - 21º Volta do Futuro, sendo 3º na Geral da Juventude;

1996 - Vencedor do Prêmio de Gondomar; Vencedor de uma etapa na Volta à Madeira.

1997 - Vencedor da última etapa da Vuelta a Madrid.

 

 

Djan Madruga Empreendimentos

Email: dmadruga@ism.com.br